Boas práticas para garantir acessibilidade em sistemas web

A acessibilidade na Web engloba páginas, sítios, portais e demais aplicações onde as pessoas possam perceber, compreender, navegar e interagir. Engloba ainda, navegadores, tocadores de mídia, extensões (plugins) e outras ferramentas e tecnologias utilizadas para produzir e acessar o conteúdo das páginas.
Assim, um sítio projetado e desenvolvido com acessibilidade estará apto para atingir muito mais pessoas, incluindo usuários com diferentes habilidades e em situações diversas.

Tim Berners-Lee, diretor do W3C afirma que o poder da Web está na sua universalidade.
Para ele, “ser acessada por todos, independente de deficiência, é um aspecto essencial”.
A acessibilidade na Web significa, portanto, permitir o acesso a todos, independente do
tipo de usuário, situação ou ferramenta.

BOAS PRÁTICAS
• Desenvolva ações que não dependam de precisão ou rapidez;
• Crie atividades sem limite de tempo de utilização;
• Permita uma navegação com seqüência lógica quando feita por tecla TAB;
• Permita a realização de ações ativadas pelo teclado e que não dependam da pressão de mais de uma tecla simultaneamente;
• Utilize legendas ou transcrições de áudio, inclusive em Libras;
• Utilize linguagem simples e clara;
• Utilize imagens suplementares relacionadas com o conteúdo do texto;
• Ofereça ajustes de propriedades do som;
• Ofereça imagens e vídeos com texto alternativo, transmitindo as informações importantes neles contidas (não se trata, necessariamente, de transcrição);
• Evite a apresentação de textos extensos com imagens;
• Desenvolva tabelas de dados e campos de formulários com recursos de acessibilidade;
• Ofereça recursos que permitam aumentar ou reduzir as páginas facilmente;
• Crie desenhos (Layouts) que permitam ampliação sem perda do conteúdo adjacente;

• Use contrastes adequados entre cores de fonte e fundos;
• Use recursos para enfatizar o texto;
• Permita o acesso às informações por caminhos alternativos como texto ou legendas;
• Ofereça opções para desativar animações e áudio facilmente;
• Organize as páginas com consistência e clareza;
• Utilize imagens sem efeitos (tremor, por exemplo) para evitar desconforto visual;
• Utilize freqüências de áudio que não causem desconforto auditivo.

Fonte: curso e-MAG – Modelo de Acessibilidade de Governo Eletrônico.
https://www.enap.gov.br/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: